As "cidades do futuro" pretendem ser verdes, sustentáveis, inteligentes e low cost. Isto já existe. Chama-se "Campo". Frederico Lucas

Sunday, September 17, 2006

Acesso à Net a 100 Mb na rede PT em 2007

A Portugal Telecom vai disponibilizar, nos primeiros meses de 2007, largura de banda de 100 Mb, informou a empresa em conferência de imprensa hoje realizada em Aveiro.

Através da PT Inovação, a operadora encontra-se, de momento, a desenvolver o projecto, «inovador a nível mundial», de acordo com a empresa, com o objectivo de potenciar o par de cobre da tradicional linha telefónica.

A iniciativa inclui o desenvolvimento de um módulo que permitirá «dotar as casas do cidadão comum com uma velocidade de acesso à Internet cerca de cinco vezes maior que a melhor oferta comercial actual», acrescenta a empresa em comunicado.

O projecto incide sobre uma tecnologia chamada VDSL2, ainda em fase de normalização internacional, e está em andamento há vários meses nos laboratórios da PT Inovação, em Aveiro, prevendo-se que os primeiros protótipos possam estar disponíveis ainda no decurso do mês de Outubro.

A PT informou ainda que, «até ao final do corrente ano, todo o sistema deverá estar estabilizado, do ponto de vista da tecnologia, prevendo-se que as primeiras unidades comerciais possam ser lançadas para o mercado no decurso dos primeiros meses de 2007.»

As novas unidades vão permitir alargar o conceito de Triple Play (dados, voz e vídeo) sobre a linha telefónica para o de Multi Play, em que será possível aceder, em simultâneo, a vários canais de TV, diversos video-on-demand e a um número ilimitado de outras aplicações, como tele-trabalho, vídeo-chamadas, vídeo-vigilância, controlo domótico ou jogos em rede, sobre a linha telefónica actual.

in SOL

Em que medida deve a PRODUÇÃO de serviços de comunicação e informação continuar centralizada nas áreas metropolitanas?

2 comments:

al cardoso said...

Sao de facto boas noticias, e ai estara mais um motivo para se sair, das congestionadas cidades e ter a qualidade de vida que o interior ja oferece.

Um abraco fornense.

Dimensão Oculta said...

Talvez as novas gerações possam aprender que no interior se vive com maior qualidade de vida.
Actualmente e dado que não existe vontade politica para lutar contra a litoralização, uma vez que o próprio estado a fomenta, cabe a alguns pioneiros lutar contra esta maré, esperando que a longo prazo o seu esforço de sensibilização para este problema seja escutado por pessoas inteligentes.
Uma coisa garanto se Portugal não fosse o pais da cunha mesmo em grandes empresas privadas, seria mais fácil realizar qualquer tipo de deslolização, mas como temos este problema é dificil convencer os compadres a mudar das suas casinhas.