As "cidades do futuro" pretendem ser verdes, sustentáveis, inteligentes e low cost. Isto já existe. Chama-se "Campo". Frederico Lucas

Saturday, September 30, 2006

PÚBLICO: "Índice de competitividade coloca Évora no topo e Porto em último"


(imagem de João Espinho)

O jornal Público de hoje publica um artigo sobre a competitividade das capitais de distrito de Portugal continental.
O referido artigo reporta-se a um estudo de Paulo Mourão e Júlio Barbosa, docentes da Universidade do Minho, e aplica a grelha de avaliação do Forúm Económico Mundial (vulgo "Forúm de Davos").

No referido estudo, destacam-se pela positiva e por esta ordem, Évora, Lisboa, Coimbra, Beja, Leiria e Castelo Branco.

A presença de Lisboa no segundo lugar justifica-se apenas pela destacada performance "Laboral", uma vez que esteve mal classificada nos restantes items. Isto é, quer em termos "Demográficos" (3º lugar), "Empresarial" (6º lugar) e "Conforto" (14º lugar), Lisboa esteve longe de ficar bem classificada.

O que neste blogue temos defendido é que a redução da importância geográfica das unidades produtivas do sector terciário e quaternário, fruto da implementação da banda larga no território nacional, provocará um exôdo urbano justificado pela busca de melhores condições de vida ("Conforto") em que as cidades Évora, Beja e Castelo Branco ocupam as três primeiras posições. Sem surpresa, todas pertencem ao interior do País.

PDF do estudo referido.

6 comments:

al cardoso said...

E de facto animador para o interior, mas mesmo ai temos tendencia a uma urbanizacao cada vez maior, em prejuizo das vilas e aldeias.

Frederico said...

Caro Albino,
Confirmo essa tendência.
Mas também que posso revelar que no meu caso pessoal, quando decidi deixar a cidade de Lx ao fim de 32 anos de a habitar, escolhi uma cidade ao invés de uma aldeia onde possuia casa.

Tal situação ocorreu porque a falta de todas as infraestruturas na aldeia, associada a acessos sinuosos, condiciono decisivamente essa opção.

Um forte abraço

nikonman said...

A imagem não aparece porque o sistema do weblog.com.pt não o permite. Se quiser, grave a imagem e insira-a através do blogger.
Obrigado pela referência.

Frederico said...

Caro Nikonman,
Apararentemente resolvido.

Um abraço


PS: Já li que a Mad anda toda satisfeita com o novo projecto! Nem todos os dias têm o céu encoberto.

nikonman said...

Já. A situação vai-se recompondo. Para trás ficam as atitudes e os gestos. Os positivos para recordar. Os negativos ficarão como marcas da injustiça.

Frederico said...

Caro Nikonman,
Aprendi com a minha companheira a não dar importância ao que não a merece.

Vive os bons momentos!