As "cidades do futuro" pretendem ser verdes, sustentáveis, inteligentes e low cost. Isto já existe. Chama-se "Campo". Frederico Lucas

Wednesday, April 11, 2007

Biodiesel

O Biodiesel refere-se a um combustível alternativo ao diesel, renovável e biodegradável, obtido unicamente a partir da reação química de óleos ou gorduras, de origem animal ou vegetal, com um alcool na presença de um catalisador.

O biodiesel pode ser usado misturado ao óleo diesel proveniente do petróleo, em qualquer concentração, sem necessidade de alteração nos motores diesel, já em funcionamento. A concentração de biodiesel é informada através de nomenclatura específica, definida como BX, onde X refere-se à percentagem em volume do biodiesel. Assim, B5, B20 e B100 referem-se, respectivamente, a combustíveis com uma concentração de 5%, 20% e 100% de biodiesel (puro).

O projecto piloto de cidades como Curitiba, capital do Estado do Paraná, Brasil, possuem frota de transporte colectivo movida a biodiesel. Este facto coopera para o desenvolvimento económico regional, na medida em que passa a explorar a melhor alternativa de fonte de óleo vegetal, especifico de cada região. O consumo do biodiesel em lugar do óleo diesel baseado no petróleo pode, claramente, diminuir a dependência ao petróleo e contribuir para a redução da poluição atmosférica, já que contém menores teores de enxofre e outros poluentes, além de gerar alternativas de empregos em áreas geográficas menos propícias para outras actividades económicas e, desta forma, promover a inclusão social. [Ver mais]

3 comments:

Great Houdini said...

Cara Adriana muito bom post.

Mas cuidado que nem tudo são rosas. Por vezes zonas mais pobres que cedem a esta forma de inclusão, vêem os seus terrenos invadidos por plantações destinadas à criação de biodisel.

Ou seja a pressão da procura de biodisel, pode relegar cidadãos à fome.Pois os terrenos que permitiriam praticar agricultura de subsistência serão ocupados e obviamente que nenhum de nós acredita que os lucros serão repartidos de forma igual.

Frederico said...

Parabéns pelo post!

O que sabemos hoje é que existe muito campo abandonado que pode participar no combate à dependência do petróleo.

No último encontro do Tribunal Europeu de Ambiente, o tema "Biodiesel" tomou o lugar central da discussão, onde Ronaldo Faria Castiglioni apresentou resultados desse trabalho no Brasil.

Posteriormente, a Câmara Municipal de Trancoso anunciou a adesão ao Biodiesel, sem que até ao momento tenham surgido informações sobre o estado do projecto.

Um abraço

Adriana said...

Não tinha conhecimento das diligências da Câmara Municipal de Trancoso neste sentido. É pena que, desde então, não se tenha desenvolvido a ideia, ou pelo menos, não se tenha tido notícia de tal.

Caro Great Houdini :-)

Por muito que tentemos e sonhemos com esse mundo ideal, penso que será impossível, os lucros nunca serão repartidos de forma igual. Não seria este um mal menor? E assim, ajudar a combater o poder das petrolíferas e melhorar o ambiente, que é de todos!

A par da utilização de óleos obtidos para este fim, existe também uma grande vantagem, em termos de reciclagem, pois permite a utilização de óleos usados, que foram e são um grande problema no tratamento de resíduos.

Um abraço